Últimas Notícias

Homem é preso após ameaça de bomba e tenta levar avião a Soshi...
Esporte que constrói o Brasil.

Pratique

Um prato típico da culinária brasileira pode ajudar na perda de peso

14/05/2015
tapioca_webdoor_pratique_texto_670

 

 

Por Fernando Hawad, com colaboração de Katryn Dias

A balança é um duro rival para muita gente. Quem não deseja perder aqueles quilinhos a mais que tanto incomodam? Mas a tarefa não é simples. Saber escolher os alimentos da dieta é o primeiro passo no caminho para superar o excesso. O problema é que o alimento adequado para controlar o peso nem sempre é o mais saboroso. Aliás, sabemos que os mais suculentos jogam a favor da balança. Mas uma opção interessante para quem quer emagrecer está na moda. E trata-se de uma iguaria tipicamente brasileira: a tapioca. 

 

De Pernambuco

 

A tapioca surgiu no Nordeste, mais especificamente no estado de Pernambuco. O preparo é simples. Extrai-se a fécula da mandioca e se coloca em uma chapa ou frigideira. Na temperatura aquecida, a tapioca fica com aparência semelhante à de uma panqueca. 

De origem indígena, o nome do prato vem do tupi. No idioma, tapi significa pão e oca quer dizer casa. É possível rechear a iguaria de várias formas. Tudo vai de acordo com o gosto de cada um. Mas para os que almejam a perda de peso, a escolha do recheio precisa ser mais criteriosa.

 

Prática e de baixa caloria

 

Um dos fatores que contribuem para a tapioca ser considerada uma boa arma na luta contra o sobrepeso é o baixo valor calórico do prato. Pode substituir o tradicional pão, já que também é fonte de carboidrato e possui bem menos calorias. Para se ter uma ideia, se for colocada uma porção de tapioca sobre a mesa e uma mesma porção de pão, a tapioca conta com metade das calorias do pão. Aquele tradicional pão francês, por exemplo, conta com 140 calorias em 50g. Na tapioca, 50g significam 70 calorias. Deu para sentir a diferença, não é?

tapioca_1_texto_450_01A troca é aprovada por nutricionistas. “A inclusão da tapioca na dieta é uma alternativa para qualquer pessoa, inclusive para quem quer emagrecer. Se equilibrada na alimentação do dia, pode ajudar na perda de peso, ou simplesmente atender a demanda e necessidade de um carboidrato natural, de fácil digestão e, ao mesmo tempo, energético”, explica a nutricionista Letícia Crespo.

Há outro ponto positivo: a tapioca não contém glúten. Por isso, o consumo está liberado para as pessoas que têm qualquer tipo de intolerância à substância. 

Além disso, o preparo do prato é rápido. Basta colocar algumas colheres de goma de tapioca hidratada na frigideira, sem adição de gordura, e esperar cerca de dois minutos. Em seguida, pode rechear. E é aí que entra a tentação. Apesar de a massa ser menos calórica que a de um pão francês, ou a de uma pizza, não adianta nada incluir alimentos “bombásticos”, como chocolate e leite condensado. 

“Os recheios para quem quer emagrecer devem ser de legumes, como abobrinha ralada com ervas finas, berinjela, um queijo magro com bastante tomate, ou até shitake com alho poró”, explica a nutricionista Letícia Crespo. Também vale ingrementar a tapioca com grãos como chia e amêndoa, o que pode diminuir o índice glicêmico do prato.

Para variar o cardápio, outra maneira de comer a iguaria é crepioca, também apelidada de pão de queijo de frigideira. Nessa receita, o segredo está na inclusão de uma proteína: o ovo. 

 

Receita de Crepioca

- 1 ovo
- 2 colheres de goma de tapioca hidratada
- 2 colheres de queijo cottage ou requeijão light
- sal e temperos
Modo de preparo:
Misturar todos os ingredientes em um pote e bater com um garfo ou batedor. Coloque um fio de azeite de oliva ou óleo de coco na frigideira para não grudar e despeje a massa. Deixe dourar dos dois lados.

 

 

Atletas aderem à moda

 

etiene-divulgao-igo_bione_fotografia_390No fim do ano passado, a nadadora Etiene Medeiros (foto) fez história. Em Doha, no Catar, ela se tornou a primeira brasileira a ganhar uma medalha de ouro em Mundiais de Natação. A pernambucana não apenas conquistou o primeiro lugar da prova dos 50m costas em piscina curta, como também conseguiu o recorde mundial (25s67). 

O segredo para o sucesso está nos treinamentos, na dedicação e no talento da jovem de 23 anos. Mas a alimentação também pode ser um fator positivo para Etiene voar nas piscinas. E não é que a pernambucana “adotou” a iguaria da sua terra natal como parte de sua dieta? Ela já revelou que a tapioca está em seu cardápio. Apesar de ter sido criada no Recife, Etiene não era adepta do prato quando criança. Depois da mudança para São Paulo, onde defende o Sesi, a nadadora descobriu o poder da tapioca, que ela mesma prepara.

Se os atletas de alto rendimento estão se rendendo à tapioca, qualquer praticante de atividade física pode fazer mesmo. Afinal, não há combinação melhor para a saúde que a prática de atividades físicas aliada a uma boa alimentação. 

É o caso da comerciante Anna Maria Bechtold. Praticante de corrida de rua, ela resolveu adotar uma dieta mais balanceada e não se arrependeu de colocar a tapioca em seu dia-a-dia. "Eu adoro pão, mas não me faz nada bem. Por isso, resolvi tirá-lo como experiência, substituindo pela tapioca. Já me sinto muito melhor e não tenho mais aquela sensação de fermentação e ‘estufamento’. Melhorou até a digestão", afirma. 

Fotos: Divulgação


Fatal error: Call to a member function getLink() on a non-object in /home/storage/a/b4/92/memoriaolimpicabrasi/public_html/incs/coluna_direita_pratique.codigo.php on line 21