Últimas Notícias

Homem é preso após ameaça de bomba e tenta levar avião a Soshi...
Esporte que constrói o Brasil.

Pratique

Nutrição Especial para Pequenos Atletas

14/10/2016

miniatletas__banner_2_680

Por Joana Coccarelli

De repente fica evidente que o seu filho pertence ao mundo dos esportes: mais do que o amor pela atividade escolhida, ele realmente possui potencial para alcançar resultados de destaque em competições. O universo das medalhas é real para ele.

Com treinos diários, toda a rotina da criança deve ser reformulada. Isso inclui não apenas os estudos e a vida social como também um fator fundamental para o bom desempenho de qualquer esportista: a alimentação.

No entanto, no caso dos pequenos, a alimentação reforçada exige cuidados dobrados: apesar de estarem em fase de crescimento, não pode cair no exagero. A nutrição, além de mais encorpada, também deve ser balanceada. Por exemplo: como a atividade física produz mais radicais livres, alimentos com poder oxidantes devem estar sempre presente nas refeições. Frutas, em especial as vermelhas-roxas e as ricas nas vitaminas C e E, são parte fundamental no cardápio do futuro campeão.


menino_medalha_300A nutricionista Alexandra Marinho alerta para o fato de que a dieta da criança que pratica esportes de duas a três vezes por semana não deve ser igual a do míni atleta. “Na verdade, o que vai definir exatamente o cardápio dessa criança que treina diariamente é o esporte que ela pratica e sua intensidade, ou seja, quantas horas por dia ela o faz”. Atividades como atletismo, crossfit, triatlo, tênis e futebol são especialmente mais exigentes em termos alimentares.

A alimentação deve ser bem variada, para que não falte nutriente nenhum. O cálcio, chave para a formação de massa óssea, e o ferro, que ajuda no transporte de oxigênio para os tecidos, são particularmente importantes. O cálcio é amplamente encontrado no leite e em seus derivados, enquanto o ferro está presente em verduras com coloração verde-escura (espinafre, brócolis) e nas carnes, principalmente nas vermelhas. A quantidade de proteínas deve ser mais elevada do que a média para a criança comum, mas apenas o nutricionista será capaz de estabelecer o volume exato de acordo com cada caso.

Alimentos industrializados são muito processados, empobrecendo o valor nutricional original de seus ingredientes. Além disso, possuem muito sódio, conservantes artificiais, gorduras excessivas e níveis altíssimos de açúcares – ou seja, vão na contramão dos bons hábitos de nutrição. Se para a criança com atividades regulares elas já são contra-indicadas, para as que treinam intensamente são ainda mais proibitivas. Enlatados, molhos, condimentos, congelados, sucos de fruta de caixinha, achocolatadas, refrigerantes, bolos e biscoitos devem corresponder a uma porção ínfima da dieta geral da criança.

menina_medalha_300Por outro lado, se a alimentação ideal da criança comum é composta por carboidratos complexos – leia-se massas, pães e arroz integrais, substituição da batata inglesa pela doce, etc – o atletinha poderá usufruir de porções de carboidratos simples: os mesmos itens em versões regulares. Afinal, muitas vezes a criança precisa de uma dose imediata de açúcar no sangue, de modo a conseguir desempenhar exercícios de alta exigência. Mas novamente apenas um nutricionista será capaz de avaliar o caso e recomendar a quantidade.

A hidratação deve ser realizada com água e precisa ser constante durante a prática, já que pode durar horas seguidas. Lembre-se: há uma grande perda de água por conta do suor. Fora do treino, a água deve ser constantemente oferecida em pequenas porções ao longo de todo o dia. O consumo de isotônicos é fortemente desencorajada para crianças esportistas.

“Se um dia por algum motivo a criança reduzir a frequência e a intensidade da prática esportiva competitiva, esse profissional também deverá ser visitado, já que o aporte calórico recomendado fatalmente diminuirá”, avisa Alexandra Marinho.


Fatal error: Call to a member function getLink() on a non-object in /home/storage/a/b4/92/memoriaolimpicabrasi/public_html/incs/coluna_direita_pratique.codigo.php on line 21