Últimas Notícias

Homem é preso após ameaça de bomba e tenta levar avião a Soshi...
Esporte que constrói o Brasil.

Memória Olímpica

Emanuel Rego

Exemplo dentro e fora das quadras de areia

O maior vencedor da história do vôlei de praia mundial

emanuel-texto_450_02Um dos maiores esportistas do Brasil e do mundo ainda em atividade, Emanuel é daquelas unanimidades no vôlei. Admirado por muitos jogadores, técnicos e torcedores, chega aos 42 anos em plena forma física jogando em alto nível e ainda disputando uma vaga olímpica.

Emanuel Fernando Scheffer Rego nasceu em Curitiba no dia 15 de abril de 1973. A carreira no vôlei começou pela versão indoor, defendendo o Curitibano, no Paraná. Em 1991, Emanuel passou a jogar paralelamente na praia, modalidade que viria a optar para dedicação exclusiva mais à frente. Um garoto magricelo, nesta época, Emanuel foi apelidado de “Espeto”.

Até 2002, já havia conseguido bons resultados, mas nada comparado ao que viria após formar dupla com Ricardo. Emanuel esteve presente na estreia do vôlei de praia como modalidade olímpica, nos Jogos de Atlanta, em 1996. Formava dupla com Zé Marco, mas não foi muito longe. Quatro anos depois, em Sidney, também não chegou ao pódio jogando ao lado de Loiola. Mas já acumulava quatro títulos do Circuito Mundial e três do Brasileiro.

ricardoemanuel-texto_350Em quase oito anos de parceria, Ricardo e Emanuel se consagraram tricampeões brasileiros, conquistaram cinco vezes o Circuito Mundial e ainda duas medalhas olímpicas. O grande momento da dupla aconteceu em 2004, quando conquistaram o ouro nos Jogos Olímpicos. Na campanha em Atenas, Ricardo e Emanuel venceram todos os sete jogos e perderam apenas três sets. 

Nos Jogos de Pequim, em 2008, a dupla acabou surpreendida pelos compatriotas Márcio e Fábio Luiz e caiu nas semifinais. Apesar da derrota, conseguiu a medalha de bronze. Mas um ano depois, a parceria de muito sucesso entre Ricardo e Emanuel acabou sendo desfeita. Na época, ambos procuram parceiros mais jovens.

Ao lado de Alison, Emanuel participou dos Jogos Olímpicos de Londres e colocou mais uma medalha do peito: dessa vez a prata que faltava para a coleção. Assim, manteve o título de único atleta presente nas cinco edições dos Jogos Olímpicos que contaram com torneio de vôlei de praia. Com a nova parceria, também foi mais uma vez campeão mundial em 2011.

Em 2013, Emanuel se tornou o maior vencedor da história do vôlei de praia ao conquistar seu 149º título. Com a vitória da etapa do Guarujá do Circuito Brasileiro Open, ele superou o americano Karch Kiraly, então detentor da marca que faz parte do Livro dos Recordes. Outro prêmio na carreira foi o de melhor jogador da década de 1990, eleito pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB).

Um ano depois, em 2014, no mês em que a medalha de ouro de Atenas completava 10 anos, Ricardo e Emanuel anunciaram o retorno da parceria mais vitoriosa do vôlei de praia nacional. Atualmente, eles treinam com um foco principal: representar mais uma vez o Brasil em Jogos Olímpicos, desta vez jogando em casa no Rio, em 2016.

 

Texto baseado no livro Heróis do Esporte Brasileiro, do autor Eduardo Costela (Editora Europa, 2010), e em reportagens da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).


Fotos: Divulgação


Fatal error: Call to a member function getLink() on a non-object in /home/storage/a/b4/92/memoriaolimpicabrasi/public_html/incs/coluna_direita_os_jogos.codigo.php on line 28