Últimas Notícias

Homem é preso após ameaça de bomba e tenta levar avião a Soshi...
Esporte que constrói o Brasil.

Memória Olímpica

Afrânio Antônio da Costa

afranio_antonio_da_costa_383Ícone do Tiro Esportivo Brasileiro

E eis que o país ganha sua primeira medalha

Afrânio Antônio da Costa (1892–1979) foi o primeiro atleta a conquistar uma medalha para o Brasil na história dos Jogos Olímpicos. Ele foi o chefe da equipe brasileira de tiro esportivo e ganhou a medalha de prata nos VII Jogos Olímpicos de Verão, disputados em Antuérpia (Bélgica), em 1920, ano em que o país esteve pela primeira vez representado nos Jogos por uma delegação.

Nascido na cidade de Macaé, no Rio de Janeiro, em 14 de março de 1892, Costa se mudou para a capital do Estado no início do século XX, onde se graduou em Direito pela Faculdade Livre de Ciências Jurídicas e Sociais do Rio de Janeiro.

Praticante e grande apreciador da modalidade, Afrânio Costa, amigo do então presidente do Fluminense Futebol Clube (RJ), Arnaldo Guinle, foi um dos responsáveis pela construção do primeiro estande de tiro do clube, inaugurado em 1919.

Com a proximidade dos Jogos Olímpicos de 1920, Costa foi designado como chefe da equipe de tiro esportivo que iria, com a delegação brasileira, rumo a Antuérpia. Ao longo da viagem, que durou 28 dias, ele produziu um diário com relatos dos acontecimentos por todo o trajeto.

Revelou, por exemplo, que em Bruxelas (Bélgica) sua equipe teve as munições e os alvos de treinamento roubados. Após chegar à cidade sede dos Jogos, ele conseguiu se aproximar da equipe de tiro esportivo dos Estados Unidos, que os ajudou cedendo alvos, armas e munições para os brasileiros poderem treinar e competir. Na prova de tiro livre, realizada no dia 2 de agosto, Costa superou o americano Alfred Lane e só ficou atrás do também norte-americano Karl Frederick. A medalha de prata foi a primeira conquista brasileira na história dos Jogos Olímpicos.

Após o retorno da equipe ao país, participou da fundação, em 1923, da Federação Brasileira de Tiro (FBT). Em 1947, foi eleito para presidir a recém-criada Confederação Brasileira de Tiro ao Alvo (CBTA), no Rio de Janeiro, atualmente denominada Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE).

Além do destaque no cenário esportivo, Costa também exerceu carreira jurídica. Primeiro como advogado, depois como juiz e desembargador, chegando a ministro do extinto Tribunal Federal de Recursos.

Texto baseado no livro Heróis Olímpicos Brasileiros, da autora Katia Rubio (Editora Zouk, 2004).
Foto: Livro História do Tiro ao Alvo


Fatal error: Call to a member function getLink() on a non-object in /home/storage/a/b4/92/memoriaolimpicabrasi/public_html/incs/coluna_direita_os_jogos.codigo.php on line 28