Últimas Notícias

Homem é preso após ameaça de bomba e tenta levar avião a Soshi...
Esporte que constrói o Brasil.

MEMÓRIA OLÍMPICA

Turim, Itália - 2006

A consagração de um veterano e a ajuda da tecnologia: Turim 2006

 

A IX edição das Paralimpíadas de Inverno, na Itália, em 2006, aconteceu entre os dias 11 e 19 de março. Reuniram-se 474 atletas, sendo 21% mulheres, que competiram em 58 provas de quatro modalidades – neste ano foi incluído o curling em cadeira de rodas no Programa Paralímpico.

Quem também estreou nos Jogos de Inverno foram México e Mongólia, que aumentaram o número de países participantes para 38. Para abrigar tanta gente, foram construídas duas Vilas Paralímpicas, uma em Turim (Torino) e outra em Sestriere.

Durante as competições, foram realizados 242 testes anti-doping e todos deram negativo – uma demonstração do espírito paralímpico. 3,3 mil voluntários se uniram ao Movimento Paralímpico sob o lema desta edição, “A Paixão vive aqui”.

O quadro de medalhas foi liderado pela Rússia (13 ouros e 33 no total), seguida por Alemanha (8 ouros, 18 medalhas). Ucrânia, França e Estados Unidos conquistaram sete ouros cada, mas os ucranianos ficaram com a terceira posição devido ao maior número de pratas e de medalhas no total.

A evolução da Ucrânia chamou atenção, uma vez que, na edição anterior, o país ficara apenas em 18º lugar, com seis pratas e seis bronzes. O atleta-destaque de Turim também era ucraniano: a esquiadora Olena Iurkovska conquistou 4 ouros, 1 prata e 1 bronze no esqui nórdico.

O sucesso da Rússia também se deve ao esqui nórdico. Lioubov Vasilieva ganhou 3 ouros e 1 bronze; Taras Kryjanovski 2 ouros e 2 pratas e Rustam Garifoullin, 2 ouros e 1 prata. Já pela Alemanha, Martin Braxenthaler brilhou novamente, com três ouros, e Gerd Schoenfelder se tornou o atleta mais bem sucedido no esqui alpino paralímpico - com dois ouros, 1 prata e 1 bronze em Turim.

Esta edição representou um marco na cobertura de imprensa, mas o público também compareceu. Mais de 162mil ingressos foram vendidos durante os jogos, sendo que as finais de hóquei e curling, e a cerimônia de abertura, foram esgotadas.

A imprensa contribuiu com 1037 veículos presentes. A Emissora Anfitriã, International Sports Broadcasting (ISB) veiculou mais de 130 horas de cobertura ao vivo, com uma equipe de 303 pessoas no local. Outras emissoras também utilizaram o streaming via banda larga, assim como outras tecnologias móveis. O IPC também lançou um canal na internet (www.paralympicsport.tv) que alcançou 40mil visitas.

Ranking  País Ouro Prata Bronze Total
1 Rússia 13 13 7 33
2 Alemanha 8 5 5 18
3 Ucrânia 7 9 9 25
4 França 7 2 6 15
5 Estados Unidos 7 2 3 12
6 Canadá 5 3 5 13
7 Áustria 3 4 7 14
8 Japão 2 5 2 9
9 Itália 2 2 4 8
10 Polônia 2 0 0 2
11 Bielorússia 1 6 2 9
12 Noruega 1 1 3 5
13 Austrália 0 1 1 2
14 Eslováquia 0 1 1 2
15 Espanha 0 1 1 2
16 Suíça 0 1 1 2
17 República Tcheca 0 1 0 1
18 Grã-Bretanha 0 1 0 1
19 Suécia 0 0 1 1
  Total 58 58 58 174

Fonte: Arquivos do Comitê Paralímpico Internacional (paralympic.org).

O Brasil ainda não participou de Jogos Paralímpicos de Inverno.

O Brasil ainda não participou de Jogos Paralímpicos de Inverno.


Fatal error: Call to a member function getLink() on a non-object in /home/storage/a/b4/92/memoriaolimpicabrasi/public_html/incs/coluna_direita_os_jogos.codigo.php on line 28