Últimas Notícias

Homem é preso após ameaça de bomba e tenta levar avião a Soshi...
Esporte que constrói o Brasil.

MEMÓRIA OLÍMPICA

Classificação Funcional

Classificação funcional é o que estrutura uma competição. Os atletas paralímpicos possuem uma deficiência em estruturas e funções corporais que levariam a uma desvantagem competitiva no esporte. Consequentemente, são utilizados critérios que garantam que a vitória seja determinada pela habilidade, aptidão, poder, resistência, capacidade técnica e foco – os mesmos fatores explicam o sucesso de atletas olímpicos.

Os critérios definem que grupos de deficiências podem competir nos diferentes esportes, além de reunir atletas em classificações definidas pelo grau de limitação relacionada às tarefas específicas de cada modalidade. Assim, atletas com diferentes deficiências – mas que tenham certa relação – podem competir juntos.

No Movimento Paralímpico existem atletas pertencentes a seis categorias: amputados, paralisia cerebral, deficiência visual, lesão medular, deficiência mental e “les autres”, que reúne todos os esportistas que não se enquadram nos outros grupos de deficiência.

O enquadramento em uma categoria passa por avaliações técnicas e físicas, além de períodos de observação, dentro e fora de competições. As classificações são definidas de acordo com cada esporte, tendo em vista suas regras de classificação junto à respectiva Federação Internacional. A classificação funcional é passível de mudança, uma vez que os atletas podem ser realocados durante a carreira.

Hóquei no gelo (sobre trenó)
Regulado pelo Comitê Paralímpico Internacional, o esporte possui apenas uma classe, que agrupa atletas com deficiências permanentes na parte inferior do corpo. Essas deficiências devem ser óbvias e facilmente reconhecíveis, de modo que não permitam ficar de pé e patinar e, consequentemente, tornem impossível a prática do hóquei não adaptado.

Os critérios são:

● Amputados até o tornozelo ou à cima;
● Paralisia com perdas de entre 10 e 80 pontos musculares nas pernas;
● Mobilidade articular (anquilose do tornozelo de pelo menos 30 graus ou anquilose do joelho);
● Ataxia, atetose e hipertonia;
● Discrepância do comprimento da perna de pelo menos 7cm

Desse modo, atletas que não atendam a esses critérios, mas que não possam práticar hóquei devido a desordens crônicas dolorosas, instabilidade do tornozelo, articulações do joelho ou condições semelhantes, não são elegíveis para competir na modalidade paralímpica – assim como atletas cujas limitações são restritas a problemas no quadril.

Curling em cadeira de rodas
Regulado pela Federação Mundial de Curling, o curling em cadeira de rodas é restrito a indivíduos com prejuízos substanciais nas pernas ou na função do caminhar que usem cadeiras de rodas para a locomoção cotidiana ou que se classificaram dentro dos critérios de elegibilidade, tais como:

● Perda de potência nos membros inferiores, de modo que a potência residual das pernas alcance menos de 40 pontos;
● Deficiência de membros inferiores;
● Hipertonia de nível 3 ou nível 4 suficiente para limitar o movimento a distâncias curtas;
● Falta de coordenação motora nos membros inferiores, de modo que o movimento fique restrito a distâncias curtas;
● Restrição de movimentos articulares (de pelo menos 50% em duas ou mais grandes articulações) em conjunto com perda de potência nas pernas.

Esqui alpino
O esqui alpino é regulado pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC) juntamente com o Comitê Técnico de Esqui Alpino do IPC, utilizando o regulamento deste. As deficiências físicas autorizadas a competir são: lesão medular, paralisia cerebral, amputados, “les autres” e deficientes visuais (incluindo cegos).

Esqui nórdico (biatlo e cross-country)
O biatlo e o esqui cross-country estão sob a jurisdição do IPC em conjunto com o Comitê Técnico de Esqui Nórdico do IPC, sendo que o primeiro segue as regras da União Internacional de Biatlo e o segundo, da Federação Internacional de Esqui. Ambas as modalidades são praticadas por deficientes físicos ou atletas cegos ou com deficiência visual.


Fatal error: Call to a member function getLink() on a non-object in /home/storage/a/b4/92/memoriaolimpicabrasi/public_html/incs/coluna_direita_os_jogos.codigo.php on line 28